sexta-feira, 30 de maio de 2008

Computador treinado para "ler" a mente das pessoas



Via Reuters

Um estudo que está sendo conduzido pela equipe de Tom Mitchell, da Universidade de Carnegie Mellon em Pittsburg, nos Estados Unidos, poderá levar a melhores tratamentos para problemas como transtornos de linguagem e dificuldades de aprendizagem.

A equipe de Michell utiliza a ressonância magnética funcional, um tipo de varredura do cérebro em que podemos ver em tempo real a atividade cerebral.

Na pesquisa, voluntários são instruídos a pensar em palavras diferentes, formando uma imagem de cada uma no cérebro, ao mesmo tempo em que a sua atividade cerebral está sendo monitorada.

Computadores treinados para "ler" a mente das pessoas fazem uma espécie de varredura no cérebro quando estas pensam em palavras específicas, escolhendo qual a imagem cerebral que corresponde a determinada palavra.

Os autores da pesquisa esperam que seu estudo, publicado na revista Science, possa conduzir a uma melhor compreensão de como e onde o cérebro armazena informações. [Leia+]

"O próximo passo será estudar a atividade cerebral de frases."

Um comentário:

LINA disse...

CARAMBA!!! NEM PENSAR VAI PODER MAIS?
LINA MARIA