terça-feira, 30 de junho de 2009

1,683 guitars play "Smoke on the Water" [Kansas City, Ks.]

Deep Purple [Smoke On The Water] Live at the California 1974

We all came out to Montreux
On the Lake Geneva shoreline
To make records with a mobile
We didn't have much time
Frank Zappa and the Mothers
Were at the best place around
But some stupid with a flare gun
Burned the place to the ground
Smoke on the water, fire in the sky

They burned down the gambling house
It died with an awful sound
Funky Claude was running in and out
Pulling kids out the ground
When it all was over
We had to find another place
But Swiss time was running out
It seemed that we would lose the race
Smoke on the water, fire in the sky

We ended up at the Grand Hotel
It was empty cold and bare
But with the Rolling truck Stones thing just outside
Making our music there
With a few red lights and a few old beds
We make a place to sweat
No matter what we get out of this
I know we'll never forget
Smoke on the water, fire in the sky

Toby Imada [Submission of the Year]

domingo, 28 de junho de 2009

Imagem mais antiga de São Paulo é descoberta em Roma



via
Terra
Reuters

Arqueologistas do Vaticano descobriram o que acreditam ser a imagem mais antiga existente do apóstolo São Paulo, datada de século IV, nas paredes de catacumbas sob Roma.

Especialistas da Comissão Pontífice para Arqueologia Sagrada fizeram a descoberta em 19 de junho nas Catacumbas de Santa Tecla em Roma e a descreveram como 'o mais antigo ícone da história dedicado ao culto do apóstolo', de acordo com o jornal do Vaticano. [Leia+]

"São Paulo e São Pedro são reverenciados pelos cristãos como os maiores missionários da antiguidade. Os cristãos dos tempos antigos em Roma enterravam seus mortos em catacumbas cavadas nas pedras sob a cidade e decoravam as paredes subterrâneas com imagens de devoção."

Pesquisadores criam processador quântico



via
INFO Online

Um grupo de pesquisadores da Universidade de Yale criou o primeiro processador quântico em estado sólido, avançando no projeto de construção de um computador quântico.

Os cientistas também usaram o chip ainda rudimentar para rodar algoritmos básicos, demonstrando pela primeira vez o processamento quântico de informações. A descoberta foi relatada na edição da revista Nature de 28 de junho.

Segundo Robert Schoelkopf, professor de física aplicada de Yale, o chip executa tarefas simples, já demonstradas com núcleos, átomos e fótons. A diferença é que o time conseguiu executar esses processos em um único dispositivo eletrônico, mais parecido com o processador que usamos hoje.

O grupo conseguiu fabricar dois qubits – ou bits quânticos –, que funcionam como dois átomos artificiais, ocupando dois estados de energia diferentes. [Leia+]


"Esses estados de energia equivalem aos valores 1 e 0 dos bits tradicionais, mas por causa dos efeitos quânticos, um qubit pode valer 1 e 0 ao mesmo tempo – o que amplia dramaticamente a capacidade de processamento e armazenamento de informação."

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Lua de Saturno possui oceano salgado sob a superfície, diz pesquisa



via
UOL
Da Efe

Encélado, uma das luas geladas de Saturno, oculta sob a superfície do polo sul um oceano salgado, de acordo com cientistas alemães e britânicos, que publicam, nesta quarta-feira (24) a descoberta na revista 'Nature'.

O achado pode ter implicações para a busca de vida extraterrestre e para entender como são formadas as luas planetárias.

Jürgen Schmidt, da universidade alemã de Potsdam, e Nikolai Brilliantov, da universidade britânica de Leicester, chegaram a esta conclusão após estudar os gêiseres de vapor e gás, e as minúsculas partículas de gelo lançados do Polo Sul de Encélado a centenas de quilômetros no espaço. A sonda Cassini descobriu os jatos durante prospecção de Saturno.

O estudo indica também que a concentração de cloreto de sódio nesse oceano pode ser tão elevada quanto a dos oceanos na Terra.

Esta é a primeira prova experimental direta da existência deste oceano salgado, ao qual Schmidt e Brilliantov já se referiram em outro artigo na 'Nature' em 2008, ao explicar que os jatos de vapor eram expulsos com maior força que as partículas de poeira. [Leia+]

"Encélado é um de três únicos corpos extraterrestres no sistema solar no qual ocorrem erupções de pó e vapor - e é um dos poucos lugares, além de Terra, Marte e da lua Europa, de Júpiter, onde os astrônomos têm provas diretas da presença de água."

terça-feira, 23 de junho de 2009

Alemanha entra no topo de lista global de supercomputadores


via G1

Dois computadores em funcionamento na Alemanha entraram no topo da lista de supercomputadores mais rápidos do mundo – nas dez primeiras posições do ranking divulgado nesta terça (23) há oito máquinas dos Estados Unidos e duas da Alemanha.

Na lista anterior, de novembro de 2008, os EUA ocupavam sozinhos do primeiro ao nono lugar, enquanto a China ficava em décimo. No total, são 500 supercomputadores.

A primeira e segunda posição continuam iguais: elas são ocupadas, respectivamente, pelas máquinas Roadrunner e Jaguar, ambas localizadas em centros de pesquisa dos Estados Unidos.

Criado pela IBM, o Roadrunner se tornou em junho de 2008 o primeiro computador a quebrar a barreira do petaflop (1 quadrilhão de cálculos por segundo) e continua sendo um dos sistemas mais eficazes no consumo de energia. [Leia+]


"De todas as máquinas listadas no ranking, 291 estão nos Estados Unidos. A Europa tem 145 (contra 151 na lista anterior), seguida pela Ásia, com 49 máquinas (antes eram 47). Países de outras regiões também aparecem na lista, da qual o Brasil não participa."

Novo tratamento filtra bactérias do sangue com um eletroímã



via
Gizmodo Brasil

Em testes de laboratório, a equipe de Ingber misturou sangue de doador com o fungo Candida albicans, uma causa comum de sepsia, e adicionou peças de óxido de ferro com revestimento de plástico, cada uma com um diâmetro equivalente a um centésimo do de um fio de cabelo e coberta com anticorpos que procuram os fungos e se prendem a eles.

Depois eles passaram a mistura em uma máquina que faz um tipo de diálise usando um eletroímã para puxar as peças e qualquer patogênico preso a elas do sangue para uma solução salina. [Veja+]

"O dispositivo remove 80% dos invasores – o suficiente para que drogas possam expulsar o resto – em algumas horas."

segunda-feira, 22 de junho de 2009

LHC sofre novo atraso e o acionamento do maior experimento científico da história poderá ser em Outubro.



via
Inovação Tecnológica

Em uma reunião realizada no CERN nesta sexta-feira, os cientistas responsáveis pelo Grande Colisor de Hádrons, mais conhecido pela sigla LHC (Large Hadron Collider), anunciaram que o maior acelerador de partículas do mundo não poderá ser ligado em Julho, como estava previsto.

Se o cronograma atual se mantiver, o atraso não será grande, e o acionamento do maior experimento científico da história poderá se dar já em Outubro.

O LHC teve que ser desativado em Setembro de 2008, apenas dois dias depois de ser ligado, e antes que nenhum experimento real pudesse ter sido feito . [Leia+]

"O defeito ocorreu em uma junção entre dois magnetos supercondutores. O grande problema é que o LHC possui mais de 10.000 dessas junções. Para se certificar de que novos defeitos não impeçam o andamento do projeto, os cientistas desenvolveram uma série de novas ferramentas para testar as junções sem precisar desmontá-las."

Zero CO2: Veleiro a hidrogênio terá laboratório ambiental



via
novação Tecnológica

Zero CO2 é o nome do primeiro veleiro a dispensar totalmente os combustíveis à base de petróleo - mesmos os veleiros possuem motores, a gasolina ou diesel, para se movimentar em momentos de calmaria e para manobras de atracação e distanciamento do porto.

O veleiro a hidrogênio será um laboratório flutuante, uma plataforma científica para estudar a poluição no Mar Mediterrâneo. O projeto, organizado pela Universidade Joseph Fourier, da França, deverá fazer sua estreia em Março de 2010.

Além das velas, o Zero CO2 possui um motor elétrico, cuja energia é gerada por um conjunto de células a combustível alimentadas por hidrogênio, um combustível que não emite poluente. O único resíduo liberado por uma célula a hidrogênio é água pura.

O barco tem 12 metros de comprimento e sua primeira missão será coletar dados científicos sobre a poluição marinha causada pela ação do homem. Esta primeira missão está prevista para durar 10 meses.

A equipe de cientistas a bordo do Zero CO2 também estudará a viabilidade da produção de 'hidrogênio verde' por meio da instalação de painéis solares e turbinas de vento nos telhados das construções das regiões costeiras - hoje, o hidrogênio é produzido industrialmente pela reforma do gás natural, um combustível não-renovável como o petróleo. [Leia+]

"O veleiro também será utilizado para o teste de novas tecnologias para a geração limpa de energia em embarcações. A energia necessária para alimentar seus equipamentos será gerada por painéis solares, cata-ventos e até por uma espécie de hélice que aproveita o deslocamento da água do mar enquanto o barco navega. Isto tornará o veleiro totalmente autossuficiente em termos de energia."

Inpe promove observação astronômica via internet



via
MCT

O Miniobservatório Astronômico da Divisão de Astrofísica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe/MCT) abriu inscrição para as instituições de ensino interessadas em realizar sessões de observação astronômica remota no segundo semestre do ano.

Numa sessão remota, estudantes de qualquer nível e cidade podem visualizar o céu noturno a partir de suas próprias escolas, pela Internet, como se estivessem diante do telescópio localizado no observatório do Instituto, que fica em São José dos Campos (SP).

Um sistema computacional possibilita o direcionamento do telescópio e a aquisição de imagens digitais dos astros, entre outras tarefas. Não é necessário conhecimento avançado de Informática ou Astronomia para participar.

As observações astronômicas remotas promovidas pelo Inpe integram o projeto educacional Telescópios na Escola (TnE), de caráter multi-institucional coordenado pelo Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da Universidade de São Paulo (USP). As imagens celestes capturadas numa observação remota podem ser utilizadas a posteriori em sala de aula com o intuito de fixar conceitos em Matemática, Física e Astronomia de um modo participativo e bastante lúdico.

Em comemoração ao Ano Internacional da Astronomia (AIA), esta temporada no Miniobservatório oferece novidades, tais como a realização de sessões remotas às terças e quintas-feiras acompanhadas sempre por um pesquisador em Astrofísica, o apontamento dos astros usando uma interface computacional própria de céu virtual, o uso de filtros astronômicos na aquisição das imagens, e a execução de projetos observacionais simples, como acompanhar o movimento aparente de um asteroide em tempo real.

Para participar das sessões de observação remota é necessário que o educador inscreva sua instituição por meio do formulário que se encontra na página da Divisão de Astrofísica. [Leia+]

Laseres de alta intensidade surpreendem cientistas



via
Scientific American Brasil

Laseres ultraintensos são muito promissores para o aperfeiçoamento de ferramentas científicas como a espectroscopia atenuada induzida por laser (LIBS, na sigla em inglês) e como auxiliar na compreensão da física atômica, molecular, de plasma e na óptica.

A grande intensidade desses laseres ─ atribuída aos rápidos, mas potentes pulsos de energia que emitem ─, entretanto, é uma barreira que os cientistas precisam vencer para poder compreendê-los e caracterizá-los melhor.

Pesquisadores da University of Arizona, em Tucson, e da University of Central Florida, em Orlando, relataram na revista Science, em abril, ter encontrado uma maneira de curvar um feixe de laser pulsado de alta intensidade, uma descoberta que, certamente, os ajudará a entender melhor o comportamento de pulsos ultra-intensos e a encontrar novas aplicações tecnológicas. [Leia+]

“As pessoas esperam que os laseres se comportem de certa forma, como se propagar em linha reta,” observa Pavel Polynkin, pesquisador-chefe e professor associado do College of Optical Sciences da University of Arizona. “O fato de um raio laser se curvar é realmente incomum.”

Maior Projeto Solar do Mundo Será Feito no Deserto do Saara



via
Digital Drops
por Nick Ellis

A Desertec Foundation planeja criar no deserto do Saara o maior projeto solar do mundo, capaz de gerar 100 GW de energia, que seria enviada para a Europa por linhas de alta voltagem que atravessariam o mar Mediterrâneo, em um investimento de 400 bilhões de Euros.

O projeto ainda deve demorar de 10 a 15 anos para começar a funcionar, e 20 das maiores empresas da Alemanha já demonstraram interesse em participar. A Desertec também conseguiu um aliado de peso, o Greenpeace, que através de seu especialista em energia se mostrou entusiasmada com o projeto. [Leia+ ] [Saiba+ Desertec Foundation]

"Além do problema de energia, o projeto busca solucionar outras questões como a escassez da água potável, incluindo até mesmo uma dessalinização da água do oceano para consumo e uma futura plantação de alimentos em pleno deserto."

Descoberta do efeito estufa faz 150 anos



via
Folha Online

GUSTAVO FALEIROS
colaboração para a Folha de S.Paulo, em Norwich (Reino Unido)

A teoria do efeito estufa acaba de completar 150 anos, mas seu potencial de gerar controvérsias continua vigoroso.

A prova de que alguns gases, como o gás carbônico e o metano, agem como reguladores da temperatura da Terra foi apresentada em 1859 pelo químico irlandês John Tyndall.

Existe consenso de que a elevação dos níveis de gás carbônico causou um aquecimento anormal no último século. No entanto, há ainda incertezas sobre o ritmo com o qual os termômetros reagem a essas alterações na concentração.

O aumento total da temperatura da Terra caso a concentração de gases-estufa na atmosfera duplique é conhecida como sensibilidade climática. O Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas, o IPCC, afirma que dobrar o CO2 em relação à era pré-industrial pode causar elevações de 1,5C a 6C na temperatura global. Uma considerável margem de erro.

'Na época o experimento de Tyndall não teve um grande impacto, não revolucionou, como alguns meses depois faria a teoria de Darwin.

O experimento de Tyndall consistia em testar diferentes concentrações de vapor da água e o chamado 'gás-carvão', uma mistura de CO2, metano (CH4) e hidrogênio, e quanta energia era absorvida. Para tanto, ele usou fontes de calor que emitiam a radiação infravermelha dentro de um tubo onde dosava diferentes concentrações dos gases, medindo a energia que passava com uma pilha termoelétrica (que funcionava à base de calor).

Nos artigos que escreveu entre 1859 e 1866, após provar as propriedades dos gases de efeito estufa, Tyndall descartou que mudanças nas concentração de gases estufa, isoladamente, seriam capaz de determinar as eras glaciais.

Após os cálculos de Arrhenius, outros pesquisadores seguiram buscando relacionar temperatura e concentração dos gases. O britânico Guy Callendar foi o primeiro, em 1938, a argumentar que a queima de combustíveis fósseis elevaria o gás carbônico a um nível capaz de alterar a temperatura global. [Leia+] [Saiba mais sobre efeito estufa]

"A ideia foi refutada na época. Demorou ainda quase 70 anos para que cientistas reunidos no IPCC colocassem, em seu quarto relatório, que com 90% de certeza o homem estava interferindo na temperatura global."

Como manter habilidades cognitivas na terceira idade



via
Mente e Cérebro

Envelhecer não implica necessariamente na perda da função cognitiva. Um novo estudo, publicado na edição de junho da Neurology®, revelou que características e hábitos de vida e cuidados com a saúde estão fortemente associados à manutenção das capacidades intelectuais de idosos.

Os pesquisadores examinaram então quais fatores diferenciam as pessoas que mantiveram as habilidades cognitivas das que perderam algumas habilidades.

Idosos que se exercitam pelo menos uma vez na semana, possuem no mínimo ensino médio completo, um bom nível de instrução, não fumam e levam uma vida social ativa são mais propensos a manter a função cognitiva na velhice. [Leia+]

"Segundo a autora do estudo Alexandra Fiocco, da Universidade da Califórnia, em São Francisco, muitos dos hábitos prejudiciais podem ser mudados. Segundo ela, descobrir fatores associados à manutenção da cognição que favorecem ou retardam o início da demência faz com que as próprias pessoas se responsabilizem, ao menos em parte, pela qualidade de seu processo de envelhecimento."

Dinossauros podem não ter sido os maiores animais na Terra



via
Jornal do Brasil
Com informações da Agência Fapesp

Um grupo de pesquisadores norte-americanos revelou que os dinossauros podem ter sido muito menores do que se imagina e, não os maiores animais que já andaram na superfície da Terra. A explicação é que o modelo estatístico usado para o cálculo do peso dos dinossauros é falho, o que pode ter levado cientistas a superestimar o tamanhos dos extintos répteis.

- Os paleontólogos usam um modelo estatístico publicado há mais de 25 anos que estima o peso dos dinossauros gigantes e de outros animais grandes de linhagens extintas. Mas, ao reexaminar dados da amostra original, que serviu de referência para a produção do modelo, verificamos que ele estava seriamente errado - disse Gary Packard, da Universidade do Estado do Colorado, nos Estados Unidos.

- Fizemos novos cálculos e observamos que os dinossauros gigantes podem ter tido até mesmo metade dos pesos que foram originalmente atribuídos - disse Packard, um dos autores do artigo agora publicado.

Um exemplo mencionado pelos pesquisadores é o Apatosaurus louisae, um dos maiores dinossauros conhecidos. Enquanto estimativas originais colocavam o peso máximo do animal em 38 toneladas, o novo estudo aponta que ele teria 20 toneladas a menos. [Veja+]

"Segundo os cientistas, o modelo corrigido terá importantes implicações para diversas teorias a respeito da biologia dos dinossauros, que enfoquem, por exemplo, seu metabolismo energético, necessidades alimentares e modos de locomoção."

O que estamos fazendo com a Terra é uma pergunta que se torna a cada dia mais frequente, com respostas cada vez mais contundentes



via
HP Spot

Talvez, a mais devastadora seja a do cineasta Yann- Arthus Bertrand em seu filme Home. O trabalho, que usa câmeras da mais alta tecnologia e definição, mistura na medida beleza e destruição, e incomoda justamente por causa da poesia que imprime em cada uma de suas imagens, seja pelo bem ou pelo mal. [Veja+]


Novas descobertas podem desvendar início da vida na Terra



via
Terra

Há cerca de 3,9 bilhões de anos, uma mudança na órbita dos planetas mais distantes do sol enviou uma tempestade de grandes cometas e asteróides descontrolados no interior do sistema solar. Seus violentos impactos geraram grandes crateras ainda visíveis na superfície da lua, aqueceram a superfície da Terra, transformando-a em rocha derretida e vaporizaram os oceanos em uma névoa incandescente.

Contudo, as rochas que se formaram na Terra3,8 bilhões de anos, praticamente logo após o fim do bombardeio, contêm possíveis evidências de processos biológicos.

Se a vida pode surgir a partir de matéria inorgânica tão rápida e facilmente, por que ela não é abundante no sistema solar e além? Se a biologia é uma propriedade inerente à matéria, por que os químicos até agora foram incapazes de reconstruir a vida, ou qualquer coisa próxima disso, no laboratório?

Cientistas eminentes como Francis Crick, principal teórico da biologia molecular, sugeriram discretamente que a vida poderia ter se originado em outro lugar antes de ser semeada no planeta, pela dificuldade de se encontrar uma explicação plausível para seu surgimento na Terra.

Nos últimos anos, entretanto, quatro avanços surpreendentes renovaram a confiança de que uma explicação terrestre para a origem da vida irá um dia surgir.

Com esses quatro avanços recentes - as protocélulas de Szostak, o RNA que se autoduplica, a síntese natural de nucleotídeos e uma explicação para a diferença no uso dos lados esquerdo e direito das moléculas - os estudiosos da origem da vida possuem muitos motivos para se alegrarem, apesar do longo caminho ainda a ser percorrido.

Mas muitos biólogos acreditam que os constituintes necessários da vida estariam sempre diluídos demais nos oceanos. Eles defendem, como Darwin, que a origem da vida ocorreu em um lago aquecido de água doce, onde os ciclos de encharque e evaporação nas margens poderiam produzir concentrações e processos químicos úteis.

Ninguém sabe ao certo quando a vida começou. A evidência mais antiga, e em geral aceita, de células vivas são fósseis de bactéria com 1,9 bilhão de anos da formação Gunflint em Ontário. Mas rochas de dois locais na Groenlândia, contendo uma mistura incomum de isótopos de carbono que poderiam ser uma evidência de processos biológicos, têm 3,8 bilhões de anos.

Como a vida poderia ter começado tão rapidamente, considerando que a superfície da Terra provavelmente estava esterilizada pelo último bombardeio intenso ― a chuva de cometas e asteróides gigantes que caiu sobre a Terra e a lua há cerca de 3,9 bilhões de anos?

Stephen Mojzsis, geólogo da Universidade do Colorado que analisou um dos locais na Groenlândia, afirmou na Nature, no mês passado, que o último bombardeio intenso não teria matado tudo, como geralmente se acredita. Segundo ele, a vida teria começado muito antes e sobrevivido ao bombardeio em ambientes nas profundezas do mar.

Evidências recentes de rochas extremamente antigas, conhecidas como zircônio, sugere que oceanos estáveis e a crosta continental surgiram há cerca de 4,4 bilhões de anos, apenas 150 milhões de anos após a formação da Terra. Por isso, a vida poderia ter começado meio bilhão de anos antes do bombardeio cataclísmico. [Leia+] [Tradução Amy Traduções] [The New York Times]

"A origem da vida na Terra é repleta de enigmas e paradoxos. Quem veio primeiro? As proteínas de células vivas ou a informação genética que as compõe? Como o metabolismo de seres vivos pôde começar sem um envoltório membranoso para manter todas as substâncias químicas necessárias juntas? Mas se a vida começou dentro da membrana de uma célula, como os nutrientes necessários entraram nela?"

terça-feira, 16 de junho de 2009

As Máquinas de Resgate da Clássica Série Thunderbirds!



via
Blog de Brinquedo
por Dado Ellis

Se você é fã de Thunderbirds, a clássica série de televisão com marionetes que foi sucesso nos anos 60, vai gostar do set com as máquinas de resgate internacional criadas pelo engenheiro Brains e comandadas por Jeff Tracy e seus filhos.

O set Thunderbirds - Mechanic Collection vem com mini-réplicas das 5 máquinas de resgate internacional usadas no seriado e feitas pela companhia japonesa F-Toys. [Veja+]


"A coleção Thunderbirds - Mechanic Collection está em pré-venda na loja japonesa Blister.jp por ¥5.040 (R$98) com entrega prevista para julho de 2009."

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Bactéria na Groenlândia é chave para entender vida extraterrestre, dizem pesquisadores



via
Folha Online

Uma bactéria achada sob o gelo da Groenlândia abriga a chave sobre formas de vida em outros planetas, segundo um estudo publicado na revista 'International Journal of Systematic and Evolutionary Microbiology'.

De acordo com cientistas da Universidade da Pensilvânia, o micróbio Herminiimonas glaciei sobreviveu em estado dormente sob os gelos durante 120 mil anos em um ambiente similar ao de outros planetas.

Segundo o estudo, a maior parte da vida na Terra consistiu em microorganismos e, portanto, seria razoável pensar que isto também ocorre em outros planetas. [Leia+]


"As temperaturas excepcionalmente frias podem preservar as células e os ácidos nucleicos durante milhões de anos. A H. glaciei
é um deles"


Pele artificial substituirá animais nos testes de cosméticos



via
Diário da Saúde

Antes de serem postos no mercado, produtos como cremes de beleza, sabonetes, detergentes, medicamentos e até curativos precisam ser avaliados para se ter certeza de que eles são compatíveis com a pele humana ou se suas fórmulas poderão causar alergias e irritações.

Hoje esses produtos são inicialmente testados em animais, antes de serem avaliados na pele de voluntários.

É certo que seria muito mais seguro para todos se eles pudessem ser testados em modelos sintéticos que reproduzissem mais adequadamente a textura, a consistência e a composição da pele humana.

Isto agora está mais perto de se tornar realidade, graças a um sistema totalmente automatizado para a fabricação de peles artificiais de dupla camada.

Atualmente as empresas conseguem produzir apenas peles artificiais formadas por um único tipo de célula e esta produção é extremamente reduzida e cara. A oferta mundial não supera as 2.000 unidades de minúsculas peças de pele artificial por mês.

'Graças ao desenvolvimento de nosso instituto, os pesquisadores agora têm acesso a um modelo de pele que consiste de duas camadas com diferentes tipos de células. Isto nos dá uma cópia quase perfeita da pele humana, de um tipo que dá mais informações do que qualquer outro disponível no mercado,' diz o pesquisador Jörg Saxler, do Fraunhofer Institute, na Alemanha.

Além de permitir a fabricação de produtos de beleza mais seguros e eficazes, o novo método de fabricação de pele artificial deverá diminuir a necessidade de experiências com animais, que vêm enfrentando críticas crescentes por parte da sociedade. [Leia+]

"Mas as indústrias cosméticas e farmacêuticas não são as únicas interessadas na nova linha de produção automatizada de pele artificial. Na medicina dos transplantes, os cirurgiões têm constante necessidade de tecidos saudáveis para substituir partes da pele destruídas por queimaduras ou em cirurgias plásticas."

Los Angeles Lakers é campeão da NBA pela 15.ª vez



via
Estadao

De forma incontestável, o Los Angeles Lakers venceu o Orlando Magic por 99 a 86 na noite deste domingo, na Amway Arena, em Orlando, e agora comemora seu 15.º título da NBA em 30 tentativas após fechar a série melhor de sete por 4 jogos a 1.

Depois de sete anos e duas derrotas nas finais, o time de Los Angeles fecha a década com quatro conquistas.

Mas o foco estava em apenas um jogador: Kobe Bryant, que se redime após ser criticado na final do ano passado diante do Boston Celtics e, o mais importante para sua carreira, finalmente consegue ser campeão sem Shaquille O’Neal do seu lado para entrar definitivamente na história dos Lakers. [Leia+]

"Outro que entra para a história é o técnico Phil Jackson com sua 10.ª conquista em 12 oportunidades, passando Red Auerbach, ex-Boston Celtics, que venceu nove títulos. Esta pode ter sido a última participação de Jackson no banco de reservas, pois pensa novamente em se aposentar e, de vez, terminar com a parceria com Kobe Bryant, que foi turbulenta, mas vencedora."

domingo, 14 de junho de 2009

Hacker americano se conecta à internet usando um modem produzido há quase 45 anos



via
Yahoo! Notícias
Por Antonio Blanc

O geek norte-americano K.C., também conhecido como “Phreakmonkey”, postou no YouTube um vídeo detalhando um feito no mínimo inusitado: ele conseguiu se conectar à internet – e navegar – usando um dos modems mais antigos de que se tem notícia, um “Livermore Data Systems Model A”, produzido por volta de 1964. O único outro modelo semelhante, segundo o vídeo, está em um museu na Califórnia.

O modem em si parece saído de um conto “steampunk”, montado dentro de uma caixa de madeira envernizada, com dobradiças, tranca de latão e alça de couro para transporte. Ele é totalmente analógico: não é possível enviar comandos a ele como em um modem “moderno” (por exemplo: ATDT , o comando para discagem). [Leia+]

"Em vez disso, ele é “transparente”: simplesmente remete-se os bits “crus” pelo cabo e espera que eles cheguem até o outro lado, um de cada vez, a estonteantes 300 bits por segundo (lembrando que um modem discado moderno se conecta a 56 mil bits por segundo e que uma conexão rápida bastante comum no Brasil gira em torno do um milhão de bits por segundo)."

Ouvido humano inspira receptor universal



via
INFO Online

O ouvido humano inspirou um microchip que poderá funcionar como receptor universal para todos os tipos de radiofreqüências.

O chip que vai captar desde sinais de celulares, rádio e TV até internet sem fio é inspirado na rede de pêlos que há dentro do ouvido humano, que capta múltiplas freqüências de som.

Nós conseguimos ouvir porque a onda de som faz o tímpano vibrar, o que cria ondas no fluido do ouvido interno. [Leia+]

"Agora cientistas do MIT (Massachusetts Institute of Technology) estão tentando imitar esse processo em um chip, capaz de criar uma onda eletromagnética que é interpretada por transistores que se comportam exatamente como os pêlos do nosso ouvido para captar a frequencia correta."



Certamente não estamos sozinhos no universo



via
UOL [Der Spiegel]
Christoph Seidler

A humanidade vem buscando vida inteligente no universo há décadas. Um dos líderes desta pesquisa é Frank Drake. Em uma entrevista com o Spiegel Online, ele disse que a televisão pode ser o primeiro gosto que os alienígenas terão da vida na Terra.

Após pesquisar por décadas, nenhum sinal extraterrestre foi encontrado. Estaremos sozinhos no universo?

Drake
: Certamente não estamos sozinhos. Ao mesmo tempo, acho que será muito difícil encontrar extraterrestres. Se eles forem ligeiramente mais avançados que nós, podem estar usando tecnologias que não os revelam.

O projeto Seti, porém, está buscando sinais de rádio de outros mundos. Isso significa que, se algo for encontrado, será de civilizações que não estão terrivelmente avançadas?

Drake: Uma civilização é detectável por ondas de rádio por um curto período, talvez 100 ou 200 anos. Isso significa que civilizações primitivas como a nossa são as mais fáceis de detectar.

A humanidade dedica recursos suficientes à busca de vida extraterrestre?

Drake: Não há limites para os recursos que podemos usar. Temos uma tecnologia que basicamente não pode ser melhorada. Mas precisamos mais dela. Temos que pesquisar milhões de estrelas, milhões de frequências. E talvez tenhamos que fazê-lo várias vezes, porque podem não transmitir o tempo todo.

O entusiasmo público parece ter um papel importante. No projeto seti@home, indivíduos doam parte de sua capacidade de computação para a busca de vida extraterrestre.

Drake: De fato, temos 280 mil participantes ativos. Recentemente, os números caíram um pouco. Talvez tenha a ver com a recessão.

Quando se pode realisticamente esperar encontrar o primeiro sinal?

Drake: O projeto é muito similar a um jogo de sorte - detesto descrevê-lo assim. É como jogar na loteria. Você sabe que, em uma busca de dez minutos, suas chances de sucesso talvez sejam uma em dez milhões. Mas pode acontecer na análise seguinte. Muitas pessoas que trabalham para o seti@home são jogadoras. As apostas são gratuitas, você não tem que pagar nada. Mas se você vencer, ganhará muito.

Nos anos 70, o chamado 'Sinal Wow' foi detectado. Por um curto tempo, a humanidade pensou ter ouvido extraterrestres pela primeira vez.

Drake: Simplesmente não sabemos. As pessoas passaram centenas e centenas de horas buscando no mesmo local na mesma frequência. E nunca mais foi encontrado. Se você ouvir um sinal apenas uma vez, não é uma descoberta conclusiva. Você tem que ouvi-lo várias vezes.

Mensagens para o espaço como a transmissão Arecibo ou as naves 'Pioneer' e 'Voyager' foram criticadas por serem centradas demais nos humanos. O senhor gostaria de reescrever as mensagens?

Drake: Eu ainda as centraria nos humanos. Talvez seja narcisista, mas acreditamos que este seria o interesse dos extraterrestres. Não querem saber como são nossos cães. Querem saber como são os humanos.

Algumas pessoas argumentam que não é uma ideia muito boa alertar outras civilizações sobre nossa existência.

Drake: Existem pessoas paranóicas que acreditam que eles virão nos atacar. Mas esse é um argumento falho. Com nossas transmissões regulares, revelamos muitos detalhes de nós mesmo. Qualquer coisa que enviamos intencionalmente é apenas uma pequena adição a uma grande cacofonia de sinais que foram enviados.

Devemos ter medo de alguma forma de invasão cósmica?

Drake: Em média, qualquer civilização extraterrestre estará a 100 anos luz de distância daqui. Não haverá benefício em nos atacar.

Mas como o senhor pode ter certeza que as civilizações alienígenas são de fato pacíficas?

Drake: De fato, quando uma civilização tem a tecnologia para se fazer conhecer, também tem energia nuclear e armas nucleares. E com tais armas você sempre está suscetível a um louco que aperta o botão vermelho. Mas tenho certeza que qualquer civilização que encontremos terá evitado o cenário do homem louco. Terão passado por este funil da história e serão criaturas não-agressivas.

Como poderiam ser as formas de vida alienígenas?

Drake: Acho que é muito provável que essas formas de vida sejam baseadas em carbono. Em geral, pensamos nos extraterrestres parecidos conosco, mas isso é porque não sabemos no que mais pensar.

Com televisão digital, satélites e redes óticas, a humanidade na Terra se torna menos detectável para os extraterrestres. Deveríamos enviar sinais intencionalmente para alertá-los que estamos aqui - e não nos matamos nesse ínterim?

Drake: Nos próximos anos, alguns dos principais sinais de nossa existência vão sumir. E não serão substituídos - ao menos não num futuro previsível - por algo igualmente bom para revelar nossa presença. Mas enviar sinais intencionalmente neste momento seria um desperdício de recursos. Ainda somos detectáveis por causa de nossas transmissões de rádio. E será assim pelos próximos 50 anos. [Leia+]

Tradução Deborah Weinberg

terça-feira, 9 de junho de 2009

Estudo indica que área do cérebro não determinaria função



via
Agência Estado

Um novo estudo conduzido por pesquisadores brasileiros defenderá que as funções do organismo, como a fala, não são determinadas em áreas específicas do cérebro e sim 'espalhadas' por todo o órgão.

'Há cem anos, o córtex cerebral foi dividido em pequenos territórios e cada parte tinha uma determinada função. Hoje, sabemos que não é assim', defende o neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis.

Isso significaria que o tato, a fala e a visão, por exemplo, não são divididos apenas entre esses vastos territórios, explica. 'O que acontece quando se destrói uma parte do cérebro? Por que alguém volta a falar?', questiona Nicolelis. 'Não existe experiência monomodal', completa. [Leia+]

'A distribuição das funções não é determinada geograficamente, mas é probabilista, com graus de especificação'

Memória em nanotubo pode armazenar dados por até 1 bilhão de anos



via
IDG Now!
Por Computerworld/EUA

Cientistas do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley do Departamento de Energia dos Estados Unidos, localizado na Universidade da Califórnia demonstraram um tipo de memória que usa nanotubos de carbono que, teoricamente, poderia armazenar um trilhão de bits de dados por polegada quadrada durante um bilhão de anos.

'A tecnologia facilmente seria incorporada aos sistemas de processamento de silício usados atualmente e estaria disponível no mercado dentro de dois anos. [Leia+]

"Além disso, como o sistema é naturalmente selado hermeticamente, ele oferece sua própria proteção contra contaminação do ambiente."

Twitpocalypse: Twitter pode sofrer apocalipse



via
INFO Online

Especialistas prevêem que a rede social de microblogs está perigosamente próxima de uma pane geral.

O problema denunciado pela empresa Wherecloud é semelhante ao que foi detectado na virada do milênio, quando foi previsto que todo software com código antigo não conseguiria reconhecer corretamente o calendário do ano 2000."

O número fatal do Twitter seria 2.147.483.647, o maior número de identificação única de posts suportado pelo banco de dados do site.

Quando esse número for ultrapassado, a tendência é que todos os aplicativos que usam a API atual do Twitter deixem de funcionar corretamente.

Para os especialistas, a falha é tão iminente, que eles criaram um site com a contagem regressiva para o momento do Twitpocalypse. [Leia+]

"Com uma taxa média de 186 posts a cada segundo, o Twitter vem crescendo rapidamente em popularidade. No último ano, esse sucesso causou diversas interrupções no serviço, cena que ficou famosa pela ilustração de uma baleia sendo carregada por passarinhos."

Fase do sono estimula criatividade e solução de problemas



via
Terra

O trabalho pode ter importante implicações para entender como o sono, especificamente o sono REM, atua na formação de redes associativas no cérebro.

Sono REM (sigla em inglês para 'movimento rápido dos olhos'), também conhecido como sono paradoxal, é a fase caracterizada pela presença de sonhos e maior atividade neuronal do que a fase não-REM.

O estudo feito por Sara Mednick, da Universidade da Califórnia em San Diego, nos Estados Unidos, e colegas mostra que a fase REM estimula diretamente o processamento criativo mais do que qualquer outra fase do sono ou mesmo durante o período em que se está acordado.

Os pesquisadores sugerem que a formação de redes associativas a partir de informações previamente não relacionadas no cérebro, que levam à solução criativa de problemas, seria facilitada por mudanças nos sistemas neurotransmissores durante a fase de sono REM.

O trabalho será publicado esta semana no site e em breve na edição impressa da revista Proceedings of the National Academy of Sciences. [Leia+]


"Verificamos que, para questões ligadas ao que a pessoa está trabalhando no momento, a passagem do tempo é suficiente para encontrar as soluções. Entretanto, para novos problemas, apenas o sono REM é capaz de aumentar a criatividade"

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Terapia com células-tronco pode curar cegueira



via
Yahoo!
Por Antonio Blanc

Pesquisadores da UNSW (Universidade de Nova Gales do Sul), em parceria com o Hospital Príncipe de Gales (ambos em Sidney, na Austrália) desenvolveram uma terapia ocular baseada em células-tronco que pode revolucionar o tratamento de problemas de visão causados por infecções, queimaduras ou quimioterapia.

O método, que é barato e minimamente invasivo, consiste na retirada de algumas células-tronco do olho do próprio paciente.

Durante dez dias estas células são “cultivadas” sobre uma lente de contato dentro de uma solução, onde crescem e se multiplicam.

Depois deste período o paciente se submete a um procedimento rápido no hospital, onde a lente é aplicada sobre o olho.

Ao longo das semanas seguintes, as células-tronco da lente migrarão para a superfície do olho, de onde irão colonizar e reparar a córnea do paciente. [Leia+]


"Vale lembrar que a nova técnica só é eficiente no tratamento de danos à córnea, parte anterior e transparente do olho, que normalmente só podem ser corrigidos mediante transplante de tecidos vindos de um doador morto. Danos ao nervo óptico, que impedem o envio de informações do olho para o cérebro, ainda não podem ser reparados."

Biochip detecta infecção de vírus em cinco minutos



via
Inovação Tecnológica

Pesquisadores da Universidade de Twente, na Holanda, desenvolveram um biochip, uma espécie de laboratório clínico do tamanho de um chip de computador, que é capaz de detectar em cinco minutos se uma pessoa está ou não infectada com um vírus.

O aparelho é também capaz de detectar infecções com bactérias específicas, além de identificar proteínas e moléculas de DNA. Em várias doenças, a análise de marcadores específicos presentes na saliva pode determinar se uma pessoa está doente ou não.

O primeiro protótipo já está pronto e a intenção é de que o novo aparelho possa ser comercializado ainda em 2010. [Leia+]

"Tudo o que é necessário para o funcionamento do biochip é uma amostra de saliva, sangue ou outro fluido corporal, dependendo do tipo de análise a ser feita, e um receptor, uma substância que se liga a um microorganismo específico ou a uma substância biológica."

Partido Pirata da Suécia ganha cadeira no parlamento europeu



via
G1
Da Reuters

O Partido Pirata sueco, ecoando um coro de eleitores que desejam mais conteúdo livre na internet, ganhou uma cadeira no parlamento europeu, mostraram os primeiros resultados no domingo (7).

O Partido Pirata conseguiu 7,1% dos votos na Suécia, o suficiente para ganhar um assento.

O partido quer a desregulamentação dos direitos autorais, abolindo o sistema de patente e reduzindo a vigilância na internet.

'Isto é fantástico', disse à Reuters o principal candidato do partido, Chrisitian Engstrom. 'Mostra que muitos pensam que a integridade pessoal é importante e que devemos lidar com a internet e com a nova sociedade da informação da maneira certa.'

O partido foi criado em 2006 e discutia uma eleição geral sueca aquele ano, mas recebeu menos de 1% dos votos. [Leia+]

'Nós somos muito fortes entre aqueles que têm menos de 30 anos. Eles entendem o melhor do novo mundo e agora sinalizaram que não gostam de como os grandes partidos lidam com estas questões.'